fbpx

Chega de fazer contabilidade como em 1999

eResult na revista Exame
2 de março de 2018
Os avanços do compliance no Brasil
22 de maio de 2018

Chega de fazer contabilidade como em 1999

Por Susan Parcells*

O que a medicina do século XIX e a contabilidade do século XXI têm em comum? Péssimas ferramentas.

Em 1800, a “febre das sanguessugas“ fez com que médicos trocassem a efetiva (porém antiquada) lanceta por uma ferramenta mais “moderna“, a sanguessuga Hirudo medicinalis.

Comparativamente, durante o século XX os profissionais da contabilidade também tinham sua própria ferramenta da moda, com o invento da “calculadora visual“. Prometendo transformar 20 horas de trabalho em 15 minutos, as planilhas rapidamente tornaram-se parte de todo e qualquer processo de contabilidade, da elaboração do balanço e correspondência de transações ao acompanhamento do fechamento.

Felizmente para os pacientes do século XIX, as sanguessugas saíram de moda, quando os médicos perceberam que as criaturas eram imprevisíveis e difíceis de controlar.

Já para os profissionais de finanças do século XXI, as planilhas seguem sugando a vida de quase todo processo de contabilidade moderno. Como as sanguessugas, as planilhas são altamente imprevisíveis.

Porém, diferente das sanguessugas, planilhas são muito, muito perigosas.

Não apenas por causa da imprevisibilidade já mencionada, ou possíveis imprecisões, ou como um único dígito errado pode ser duplicado uma, duas ou infinitas vezes. Planilhas ameaçam a base da contabilidade moderna simplesmente por não serem capazes de acompanhar o ritmo dos negócios modernos.

Essa é a má notícia para os CEOs, CFOs e todo tipo de líder que precisa de informação em tempo real — não o relatório de fechamento do mês anterior — para tomar decisões inteligentes e ágeis nos negócios.

O que a contabilidade deve ter é o que todas as outras indústrias já contam: soluções tecnológicas modernas que permitem velocidade, precisão e insights no ritmo dos negócios. Tecnologia que automatiza tarefas monótonas e rotineiras, permitindo que os profissionais foquem em trabalhos mais significantes, como análise, previsão e estratégia.

O que os contadores modernos merecem é uma solução que faz da contabilidade e finanças em tempo real uma realidade. Idealmente, uma plataforma que permite a evolução do exaustivo, baseado em planilhas, método R2R** para um processo altamente desenvolvido de contabilidade contínua. Uma ferramenta como a Blackline, a plataforma de contabilidade contínua projetada para real transformação financeira.

**Record to Report – método antigo de gerenciamento de Finanças e Contabilidade (F&A) que envolve a coleta, processamento e entrega de informações relevantes para fornecer feedback estratégico, financeiro e operacional para entender como uma empresa está atuando.

* Susan Parcells é Senior Director, Finance Transformation na BlackLine

Aqui a matéria publicada originalmente em inglês pela Blackline: https://www.blackline.com/blog/finance-automation/stop-accounting-1999/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *